Não PEÇA MAIS aos seus CLIENTES para comprar CONECTOR WAGO 😳

Não PEÇA MAIS aos seus CLIENTES para comprar CONECTOR WAGO 😳

👉 Site WAGO: https://engehall.com.br/wago-site

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
https://eletr.co/aula?utm_content=yt1-vd1052 />——

📣 COMUNIDADE FAAALA ENGEHALL 📣
Junte-se à nossa comunidade no WhatsApp para receber dicas e novidades valiosas na área elétrica, informações importantes e muito mais. 😉
👉
https://eletr.co/fala-eng?utm_content= />——

Gostou desse vídeo? 😍
✔️ Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos
✔️ Siga nossas redes ➽
https://eletr.co/links
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

Não PEÇA MAIS aos seus CLIENTES para comprar CONECTOR WAGO

Para TOP1 vamos fazer um teste de tração. Mas este não será um teste de tração comum, será que o conector wago puxaria um carro de praticamente 2 toneladas? Bora puxar o Dodgehall

Para este teste precisaremos de 2m de cabo 6,0mm2 e um conector wago 2 vias para cabos de 6,0mm2.
Em uma das pontas do nosso cabo vamos prender no olhar de reboque da dodgehall e do outro lado vamos usar um mosquetão para termos uma melhor empunhadura. E para unir estas duas pontas, nosso conector wago.

Bora colocar o Alessandro pra perder um pouquinho de peso…
Como a Dodgehall é automática, foi preciso deixá-la ligada para que ficasse no modo neutro. E para não haver dúvidas do teste, não tinha ninguém nem dentro e nem atras do carro para que não pensei que o teste foi “fabricado”.
Agora reparem na força que o Alessandro esta fazendo para puxar as quase 2 toneladas da dodge. E o mais incrível é que o conector suportou arrastar este peso todo por quase 1 metro!

Realmente, este sistema a mola da wago além de confiável, é robusto!

Mas é o seguinte, nos fizemos testes com o conector original, tá? Não é o que o pessoal chama de “tipo wago”. Inclusive, fizemos um teste com o “tipo wago” que temos aqui, que vou te falar viu, não aguenta nada. Puxando na mão ele já solta. Então fuja do “tipo wago”.

É como eu sempre digo turma, somente um profissional “tipo eletricista” que usa conectores “tipo wago”….

Para TOP2, vamos fazer um teste de chama. Isso mesmo, vamos colocar fogo no conector wago e ver como ele se comporta.

Para este teste vamos usar um maçarico para simular um princípio de incêndio no conector.
Como podemos ver o material praticamente se deforma todo, porém ele cumpre a sua função principal que é não propagar chamas, já que ele é fabricado com material autoextinguível, ou seja, ele não propaga chamas.

E mais uma vez, a titulo de comparação, vamos fazer o mesmo teste usando o conector tipo wago. Reparem que o material também se deforma todo devido ao fogo, porem, ele continua propagando a chama.

Isso já era de se esperar né meu querido, afinal, estes conectores não seguem nenhum tipo de norma, seja aqui no Brasil ou em outro local. E ser antichama é uma obrigatoriedade para qualquer material usado em instalações elétricas.
Então meu querido, fuja do mico, e compre apenas conectores originais Wago e garanta a segurança de suas instalações.

Ah, e mais uma pílula de curiosidade, os conectores WAGO originais, em condições normais suportam uma temperatura máxima de operação de 105ºC, sendo que os cabos com isolação em PVC 750V suportam 70ºC. Só aí dá pra ver o quanto essa pecinha se torna robusta!

Como TOP3 temos a padronização das emendas.

“Padronização André, como assim?” Padronização meu querido!

Quando a gente tá fazendo uma emenda comum, muitas variáveis afetam a execução do serviço!
Quem garante que todas as emendas que você faz são 100% sempre iguais?
Em todas as suas emendas você aplica a mesma força?
Todas terão a mesma “resistência mecânica” e com a mesma quantidade de voltas na fita isolante?
É claro que não é possível manter um padrão, afinal vai se perder muito tempo conferindo tudo isso!

Quando você usa conector a mola, você garante a padronização da conexão elétrica:
Ao regular o alicate, garante sempre a mesma quantidade de cabo decapado
Você garante economia de cabos, pois não precisa deixar aquela sobra grande pra fora das caixinhas.
Garante o mesmo torque, afinal a pressão da mola é igual em todos os pontos de conexão. Inclusive na minha opinião é a melhor forma de conectar cabos rígidos e flexíveis, muito comum em instalações mais antigas.
E garante a verificação de tensão através da janelinha de inspeção do conector, sem a necessidade de furar o cabo ou ter que desfazer a isolação da fita para ter acesso a parte condutora do cabo.