Eletricista Iniciante: Como PASSAR os CABOS / FIOS da INSTALAÇÃO ELÉTRICA com ECONOMIA? 😃⚡

Eletricista Iniciante: Como PASSAR os CABOS / FIOS da INSTALAÇÃO ELÉTRICA com ECONOMIA? 😃⚡

👉 Evento Guerra ao Zé Faísca : https://eletr.co/aula-red6

Gostou desse vídeo? 😍
✔️ Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos
✔️ Siga nossas redes ➽ https://eletr.co/links
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
Distribuímos e dimensionamos os pontos de iluminação e tomada, cabos, as proteções, separamos os circuitos, posicionamos e dimensionamos o QDC, fizemos a lista de material e já lançamos os eletrodutos.
Na aula de hoje, já que a casa tá toda tubulada, é hora de começar a lançar os cabos nessa instalação. E além de mostrar como fazer isso, fazer as derivações, preparei também algumas dicas direto da obra para não falar que vamos ficar 100% só no virtual né, se prepara.

Então turma, aqui está nossa instalação até agora. Reparem que usamos uma técnica muito interessante aqui para facilitar a leitura e execução de projetos na parte da fiação.
Sobre cada eletroduto tem uma letra. Essas letras indicam um trecho de duto, e cada trecho tem vários cabos passando dentro. O objetivo das letras é formar uma legenda da fiação para saber quais cabos irão passar naquele trecho. Isso deixa o serviço mais organizado. Por exemplo, no trecho A irão passar apenas dois cabos, um neutro e outro de retorno referente à iluminação externa do circuito 2, que é em 1,5mm².

Aí vem um detalhe, muito eletricista experiente prefere que tenha a simbologia direto ali na tubulação, mostrando os circuitos e quantidades de cabos já no lugar. Porém isso é funcional apenas para projetos menores, ao passo que os projetos são maiores e passam mais circuitos no mesmo duto, vai ficando difícil encaixar aquele monte de símbolo no projeto, e isso dá uma boa embolada. Por esse motivo eu virei fã de legendas de fiação e padronizamos nossos projetos atuais assim.
Vamos começar então a passagem dos cabos dos para alimentar os circuitos. Sempre recomendo que se inicie a passagem dos cabos a partir do QDC. Os cabos sairão daqui e chegarão às caixas de passagem no teto para depois serem derivados para as caixinhas na parede.

Pra ficar mais fácil vamos começar a passar os cabos mais grossos que são dos circuitos específicos dos chuveiros. Aqui dentro do quadro, os dutos 4 e 5 são exclusivos para alimentar os chuveiros, ele saem do QDC e vão direto para a caixinhas no box.
Conforme o quadro de cargas que fizemos na aula 2, os cabos desses chuveiros são 6mm², então, aqui do quadro no duto 4 sai 2 cabos de pretos de fase e mais 1 cabo verde de aterramento, ambos 6mm², para alimentar o chuveiro social, circuito 8.
E no duto 5 também sai os mesmos 3 cabos para alimentar o chuveiro da suíte, circuito 9. Dessa forma os circuitos exclusivos dos chuveiros estão passados.

Agora vamos para outro trecho. No terceiro duto que é o trecho N precisamos de:
1 cabo preto de 1,5mm2 que é a fase, 1 cabo azul de 1,5mm2 que o neutro, ambos do circuito 1 de iluminação.
Além disso sobe aqui mais 1 cabo vermelho e 1 azul, ambos de 2,5mm² para para fase e neutro do circuito 4 de tomadas do quarto.

Sobe também mais 1 cabo branco e mais 1 azul de 2,5mm2 para para fase e neutro do circuito 5 de tomadas dos banheiros.
E também mais 1 cabo preto e 1 azul de 2,5mm² para fase e neutro do circuito 3 das tomadas da sala e suíte.

Para fechar subimos com 1 cabo verde de 2,5mm² para aterramento das tomadas, lembrando que o aterramento pode ser compartilhado. Ao todo, sobem 9 cabos nesse trecho até a caixinha do teto no corredor.
A partir daqui, desta primeira caixinha de teto vamos ter que derivar estes cabos para 3 tubulações diferentes.

Sendo assim, vamos derivar no duto L:
1 cabo preto (fase) e 1 cabo azul (neutro) ambos de 1,5mm2 para atender a iluminação 1 do quarto.
1 cabo vermelho, 1 azul e 1 verde, ambos de 2,5mm2 para as tomadas no circuito 4 do quarto.

No duto M, sai:
1 cabo preto (fase) e 1 cabo azul (neutro) ambos de 1,5mm2 para atender a iluminação do banheiro.
1 cabo branco, 1 azul e 1 verde, ambos de 2,5mm2 para as tomadas do circuito 5 do banheiro.

E no duto 0, deriva:
1 cabo preto (fase) e 1 cabo azul (neutro) ambos de 1,5mm2 para atender a iluminação da sala.
1 cabo preto, 1 azul e 1 verde, ambos de 2,5mm2 para as tomadas do circuito 3 da sala/suíte.

Reparem que o único circuito que precisou ser derivado nesta etapa foi o circuito 1, que é o circuito de iluminação interna da casa. Os demais circuitos seguirão para a próxima caixinha de teto. Agora, é importante deixar uma sobra de cabos de uns 20cm para os cabos.
Outra observação que faço é que, pelo fato das luminárias não serem metálicas, não é necessário aterrar a iluminação conforme orientação do item 5.1.2.2.3.7 da própria norma.
Agora é uma questão de repetição de processos meus queridos. Analisar trecho a trecho do projeto, separar os cabos, passar a sonda guia e lembrar sempre de deixar uma sobra de cabos em cada caixinha de passagem, seja ela de teto ou na parede.