NR Eletricidade: O que você precisa saber para evitar acidentes elétricos

NR ELETRICIDADE

Pensando em proteger os trabalhadores envolvidos em instalações elétricas e serviços elétricos, o Ministério do Trabalho criou uma Nr eletricidade, específica para os riscos desses ambientes.

Se você trabalha com eletricidade sabe que diariamente está exposto a riscos que podem ser fatais. Só em 2022 foram em média 5 acidentes de trabalho por dia envolvendo energia elétrica, segundo dados do anuário da Abracopel de 2023. 

A Norma Regulamentadora 10 (NR 10) foi criada para garantir a saúde e a segurança dos trabalhadores que, de alguma forma, interagem com instalações elétricas e serviços que envolvem eletricidade. A NR 10 define os requisitos e condições mínimas para os procedimentos de trabalho, medidas de controle e sistemas preventivos. 

Toda empresa e trabalhador que lidam com eletricidade precisa conhecer e entender bem o NR 10 e seu impacto na segurança diária. Além de preservar vidas, o cumprimento da NR é obrigatório, e qualquer inconformidade pode resultar em multas e penalidades. 

Continue lendo e saiba tudo sobre a NR 10, sua importância, e como aplicá-la no seu dia a dia. 

O que é a NR Eletricidade?

A NR Eletricidade, também conhecida como Norma Regulamentadora 10, é uma norma de segurança estabelecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil. Ela tem como objetivo garantir a segurança dos trabalhadores que lidam com eletricidade, ajudando a prevenir acidentes elétricos. 

A norma estabelece diretrizes e requisitos para a instalação, operação, manutenção e inspeção de sistemas elétricos, além de fornecer orientações sobre treinamento e qualificação dos profissionais que trabalham nessa área. É importante conhecer e seguir as normas da NR Eletricidade para garantir a segurança de todos ao lidar com eletricidade.

Além disso, a NR 10 é aplicada em todas as fases do trabalho com eletricidade, incluindo geração, transmissão, distribuição e consumo, e também nas etapas de projeto, construção, montagem, operação e manutenção das instalações elétricas. Além disso, também se estende a todos os trabalhos realizados nas proximidades dessas instalações.

 

Por que a NR eletricidade foi criada? 

A NR 10 surgiu por uma necessidade de proteger os trabalhadores que ficam expostos aos riscos da eletricidade. Antes da NR 10, não existiam regras específicas para a segurança desse tipo de trabalho. Por isso, o índice de acidentes era muito alto. Mas muitos deles poderiam ser evitados. 

O Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil desenvolveu e implementou a NR 10. A meta era clara: reduzir acidentes relacionados à eletricidade. Trabalhadores em contato com instalações e serviços elétricos precisavam de segurança.

Criar a NR 10 levou tempo. Foram anos de estudos e discussões. Empregadores, trabalhadores, profissionais de saúde e segurança e representantes governamentais participaram de todo processo. Assim, a NR 10 ganhou amplitude para lidar com várias situações e cenários.

A NR 10 hoje é indispensável. Ela protege os trabalhadores e orienta as empresas nos procedimentos mais básicos. A norma se tornou um guia de boas práticas para quem trabalha com eletricidade.

 

Por que a NR 10 é importante?

A NR 10 é de extrema importância para os trabalhadores que atuam em áreas de risco elétrico. Essa norma estabelece medidas de segurança e proteção para garantir um ambiente de trabalho mais seguro e o bom funcionamento das empresas. 

Além de garantir a segurança dos funcionários, a NR 10 também estabelece limites e benefícios para aqueles que trabalham próximos a redes elétricas, proporcionando segurança tanto para a empresa quanto para seus colaboradores.

 

Quem precisa da NR eletricidade?

Em termos simples, todas as empresas que têm trabalhadores que interagem direta ou indiretamente com instalações elétricas e serviços com eletricidade precisam seguir a NR 10. Isso pode incluir uma variedade de setores, desde a construção civil e a indústria, até empresas de reparação e manutenção elétrica. 

Não importa o tamanho da empresa ou a quantidade de eletricidade usada. Se a eletricidade é uma parte das operações diárias da empresa, a NR 10 deve ser seguida. A norma se aplica a todas as etapas do trabalho com eletricidade, incluindo design, construção, montagem, operação e manutenção. Em suma, se a sua empresa trabalha com eletricidade de alguma forma, a NR 10 é relevante para você.

Alguns exemplos de profissionais que precisam conhecer e seguir a NR 10

  1. Eletricistas
  2. Engenheiros elétricos
  3. Técnicos em eletrônica
  4. Técnicos em eletrotécnica
  5. Instaladores elétricos
  6. Manutenção industrial elétrica
  7. Operadores de subestação
  8. Operadores de equipamentos elétricos
  9. Profissionais de TI que trabalham com infraestrutura elétrica
  10. Bombeiros Eletricistas
  11. Profissionais de manutenção predial
  12. Trabalhadores de concessionárias de energia
  13. Profissionais de manutenção de elevadores
  14. Profissionais de refrigeração e ar-condicionado
  15. Profissionais da construção civil que lidam com instalações elétricas.

 

A NR 10 é obrigatória? 

Em primeiro lugar, a NR 10 é obrigatória para todas as empresas que trabalham com eletricidade, independentemente do tamanho ou do setor. Se você tem trabalhadores que lidam direta ou indiretamente com instalações elétricas e serviços que envolvem eletricidade, você deve seguir a NR 10. 

Isso inclui seguir as diretrizes para treinamento, implementação de medidas de segurança e uso de equipamentos adequados. Ignorar a NR 10 não é uma opção. Fazê-lo pode resultar em multas, penalidades e, mais importante, pode colocar em risco a saúde e a segurança dos seus trabalhadores.

 

Resumo das principais exigências da NR 10

A NR 10 estabelece regras obrigatórias para garantir a segurança de quem trabalha com eletricidade. Uma das suas principais exigências é o treinamento obrigatório para todos os profissionais que lidam direta ou indiretamente com eletricidade. Esse treinamento precisa cobrir os riscos envolvidos e como preveni-los, sendo renovado a cada dois anos.

A norma também exige que as empresas implementem um sistema de proteção contra choques elétricos e incêndios. Isso inclui a obrigatoriedade de instalar dispositivos de seccionamento automático, usar materiais e equipamentos à prova de explosão em ambientes potencialmente explosivos e fazer manutenções regulares em todas as instalações elétricas.

Além disso, a NR 10 obriga as empresas a garantir que os trabalhadores usem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) apropriados ao lidar com eletricidade. Isso inclui luvas, botas, capacetes, óculos de proteção e vestuário especial, dependendo do tipo de trabalho que estão realizando.

A norma ainda demanda a criação de procedimentos de emergência e de primeiros socorros em caso de acidentes com eletricidade. Isso deve incluir a prática de exercícios simulados e o treinamento de trabalhadores para lidar com situações de emergência.

Por fim, a NR 10 insiste em medidas de proteção coletiva, ou seja, ações que protejam todos os trabalhadores, não apenas os que estão diretamente envolvidos com o trabalho elétrico. 

Isso pode envolver a sinalização adequada de áreas de risco e a implementação de um Prontuário de Instalações Elétricas (PIE), um documento com informações detalhadas sobre as instalações elétricas da empresa.

Seguir a NR 10 é uma obrigação legal, mas, acima de tudo, é uma forma de proteger a vida e a saúde dos trabalhadores.

 

NR eletricidade exige treinamento? 

Sim, a NR 10 exige que todos os profissionais que trabalham direta ou indiretamente com eletricidade passem por um treinamento especializado. Não faz diferença se são eletricistas, engenheiros, técnicos ou trabalhadores da limpeza; se eles têm contato com eletricidade, precisam do treinamento.

Esse treinamento, obrigatório por lei, precisa abranger uma ampla gama de tópicos:

  • riscos associados ao trabalho com eletricidade;
  • procedimentos de segurança;
  • como usar corretamente os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), e o que fazer em caso de acidente.

A NR 10 também exige que os trabalhadores renovem o treinamento a cada dois anos. Essa renovação garante que os trabalhadores estejam sempre atualizados sobre as práticas de segurança e as novidades tecnológicas do setor.

As empresas são responsáveis por fornecer este treinamento aos seus funcionários e por manter registros atualizados de todos os treinamentos realizados. Cumprir essas diretrizes é crucial não só para estar em conformidade com a lei, mas, acima de tudo, para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

Conclusão

Enfim, você percebeu o quanto essa norma é essencial para manter nossos trabalhadores seguros e protegidos? Afinal, quem não quer chegar em casa com segurança no fim de cada dia, certo?

A NR 10, com suas regras e diretrizes, está aqui para garantir que todos, desde o eletricista ao engenheiro, possam trabalhar com a energia elétrica com confiança e segurança. Não importa se o trabalho envolve criar, transmitir, distribuir ou até consumir energia elétrica, a NR 10 está sempre lá para nos guiar.

E, sabe, não se trata apenas de regras rígidas. É também sobre cuidado e responsabilidade. É sobre aprender, entender e estar ciente dos perigos, e mais importante ainda, saber como evitar esses riscos. Por isso, os treinamentos são tão cruciais!

Então, se for lidar com eletricidade, lembre-se sempre da NR 10. Ela está aí não apenas como um conjunto de regras, mas como um escudo, nos protegendo e nos mantendo seguros. Porque, no final do dia, o que mais importa é voltar  para casa, seguros e sãos. A NR 10 nos ajuda a fazer exatamente isso.

 

BOTAO-CURSO-NR

 

 

Marlon Pascoal Pinto_autor blog engehall_ Marlon Pascoal Pinto
Responsável Técnico e Instrutor de Cursos de Capacitação em Segurança do Trabalho na Engehall. Além disso, possui formação técnica em Segurança Pública, graduação em Engenharia Elétrica e duas pós-graduações: uma em Engenharia de Segurança do Trabalho e outra em Higiene Ocupacional.