Saiba agora como funciona um dispositivo DR e fique tranquilo

Você sabe o que fazer quando o DR não para armado? Você desliga toda a instalação pelo disjuntor geral e mesmo assim o DR não para ligado. Como resolver? Saiba como funciona um dispositivo dr e o que fazer quando o ele não para armado.

O que é e como funciona um dispositivo DR?

Dispositivo Diferencial Residual, o famoso DR, é um mecanismo de segurança usado nas instalações elétricas. Ele identifica pequenas fugas de energia nos circuitos elétricos e faz o desligamento da alimentação de forma imediata. Dessa forma, impede que acidentes graves aconteçam.

Como o DR monitora a corrente elétrica?

O DR usa uma bobina elétrica para monitorar o circuito. O núcleo toroidal é um componente eletrônico que normalmente é usado para fabricar transformadores de potência.

Os condutores que serão monitorados devem ser enrolados em um núcleo toroidal no interior do dispositivo.

Dessa forma, quando se conecta a fase e o neutro nos bornes do dispositivo DR, o núcleo toroidal faz a soma das correntes que passam por ele.

Se a soma for diferente de zero, é provável que haja fuga de energia. Essa energia é suficiente para criar um campo magnético na bobina elétrica e interrompe a passagem de energia.

 

Por que as fugas de energia acontecem?

As fugas de energia podem acontecer por vários motivos:

  • Fio desencapado
  • Usar equipamentos elétricos em áreas molhadas
  • Instalações elétricas muito antigas
  • Aparelhos elétricos com algum defeito

Mas a fuga também acontece quando há falha na instalação elétrica, por isso o DR é o pesadelo de todo eletricista “zé faísca. Ele é o dedo duro da instalação mal feita. O DR é o grande protetor das instalações elétricas contra a fuga de corrente.

O que fazer quando o DR não para armado?

Imagine só: Você é chamado para ver uma instalação e algo sai do previsto. Você desliga todos os circuitos, até mesmo o disjuntor geral. Quando você vai rearmar o DR ele desarma novamente, mesmo com tudo deligado.

O que você faz? Troca o DR pensando que ele está estragado?

Analisar, Testar e Resolver

Para resolver essa situação vamos te apresentar o método ATR: Analisar, Testar e Resolver. Antes de mais nada, desconecte todos os equipamentos das tomadas e use os EPI´s necessários. Deixe apenas a iluminação conectada. Agora é só seguir o passo a passo:

Passo 1:

Em primeiro lugar, desligue todos os disjuntores no quadro de distribuição, inclusive o DR. Mas deixe o disjuntor geral ligado.

Passo 2:

Ligue apenas o DR e observe se o DR vai permanecer ligado. Caso isso aconteça, desligue o disjuntor geral e tente religar o DR novamente.

Fique atento: Se o DR ficar ligado, ligue o disjuntor geral e os disjuntores dos circuitos para observar qual circuito está em fuga de corrente. Mas se ele permanecer desligado, é preciso ir para o próximo passo.

Passo 3:

Com tudo desligado, desconecte do barramento o cabo neutro que vem do DR. Em seguida, tente religa-lo. Se o DR desarmar, já sabemos que a fuga está no neutro da instalação.

Passo 4:

Agora vamos descobrir em qual circuito está a fuga. Reconecte o cabo de neuro do DR no barramento de neutro. Desconecte os neutros de cada circuito separadamente. Continue testando o DR na medida que for desconectando o neutro de cada circuito.

Faça isso com todos os cabos de neutro: desconecte um por um e teste o DR separadamente. Dessa forma, você pode identificar onde está a fuga.

Depois que você aprende como funciona um dispositivo dr  e identifica a fuga, fica mais fácil resolver o problema.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

Posts Relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.