EPI Eletricista NR10: Proteção individual e coletiva em foco

10

Você é um eletricista ou trabalha em atividades elétricas? Então deve saber que a segurança é essencial nesse ramo, e para proteger-se adequadamente, é fundamental entender a importância dos Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva, os chamados EPI Eletricista NR10. 

Neste artigo, descubra tudo que você precisa para ficar em segurança, conheça os principais equipamentos de proteção individual e coletiva dos eletricistas!

 

 

EPI Eletricista NR10: o que é a NR10?

Todo profissional que trabalha direta ou indiretamente com elétrica precisa conhecer a NR10 e ter o seu certificado.

Isso porque a Norma Regulamentadora n.º 10 é responsável por estabelecer diretrizes e requisitos mínimos para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que atuam em instalações elétricas. Essa norma é de extrema importância na área, uma vez que a eletricidade pode ser extremamente perigosa se trabalhada de maneira inadequada.

Assim, a NR10 busca estabelecer medidas de controle e prevenção de acidentes elétricos, além de orientar sobre boas práticas de trabalho em instalações elétricas. Seu escopo engloba desde a geração, transmissão, distribuição até o consumo de energia elétrica em qualquer tipo de estabelecimento.

 

 

A Importância da NR10 para os eletricistas

Se ainda assim você não está convencido da centralidade dessa norma para o seu dia a dia, veja alguns dos pontos nos quais conhecer a NR10 pode te ajudar.

  • Evita acidentes, por estabelecer diretrizes desde a adoção de equipamentos de proteção individual (EPIs) até a correta sinalização de áreas de risco;
  • Incentiva a qualificação Profissional, já que a norma exige que os trabalhadores que atuam em instalações elétricas sejam devidamente qualificados e treinados para a realização de suas atividades;
  • Estabelece que inspeções e manutenções devem ser realizadas periodicamente, a fim de identificar previamente possíveis falhas, desgastes ou problemas que possam representar riscos à segurança dos trabalhadores e usuários;
  • Busca prevenir os riscos de choques elétricos, incêndios e explosões em instalações elétricas, promovendo o uso adequado de dispositivos de proteção, aterramento, isolamento e sistemas de emergência;
  • Promove a responsabilidade empresarial, já que a empresa que não cumpre as diretrizes estabelecidas pela NR10 está sujeita a penalidades e multas;
  • Deixa seu patrimônio mais seguro, além de proteger os colaboradores, já que uma instalação elétrica segura reduz significativamente o risco de danos a equipamentos, máquinas e infraestrutura.

 

 

EPI  Eletricista NR10: focando na proteção individual

Em primeiro lugar, os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são essenciais para a proteção dos eletricistas durante suas atividades em instalações elétricas. Como a eletricidade apresenta riscos significativos, adotar essas medidas preventivas é indispensável. 

Os EPIs desempenham um papel fundamental, assegurando a integridade física não só dos profissionais, mas de todas as pessoas no seu entorno.

Conheça os principais riscos e danos evitados pelos EPIs e os tipos indicados para cada um deles:

 

Proteção Contra Choques Elétricos 

Luvas, mangas, botas isolantes e capuzes oferecem isolamento elétrico, evitando contato direto com partes energizadas. Isso porque, em caso de acidentes ou falhas, esses equipamentos resistem à passagem de corrente elétrica.

Prevenção de Queimaduras

Vestimentas resistentes a chamas e protetores faciais protegem contra queimaduras causadas por arcos elétricos. Essas queimaduras podem ser graves, mas os EPIs adequados minimizam significativamente os seus riscos.

Segurança Ocular e Facial

Óculos de segurança com lentes especiais e protetores faciais previnem lesões oculares causadas por faíscas, respingos de substâncias químicas e partículas sólidas.

Redução do Risco de Incêndios

Roupas resistentes a chamas, como macacões e camisas específicas para eletricistas, minimizam o risco de incêndios e evitam que o fogo se alastre rapidamente.

Isolamento e Aterramento

Além dos EPIs citados, calçados com solado isolante, cintos e equipamentos aterrados protegem contra a condução de corrente elétrica pelo corpo do profissional.

Conscientização e Treinamento

Apesar de não ser um EPI propriamente dito, fornecer treinamentos regulares para conscientizar os eletricistas sobre os riscos elétricos e a utilização correta dos equipamentos também é parte da segurança individual e coletiva.

Proteção coletiva: trabalhando a segurança como um todo

Além dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) que destinamos à proteção individual de cada trabalhador, existem os equipamentos de proteção coletiva (EPCs), medidas de proteção que aplicamos em determinados ambientes ou situações para garantir a segurança de um grupo de trabalho.

Esses equipamentos coletivos, como barreiras físicas, sistemas de bloqueio e etiquetagem de segurança, são fundamentais para prevenir acidentes e proteger a integridade dos profissionais em suas atividades laborais.

Vamos conhecer os três principais tipos de EPCs:

Barreiras Físicas 

Grades, corrimãos, telas de proteção e outras barreiras são usadas para separar os trabalhadores dos perigos presentes no ambiente de trabalho, reduzindo a exposição direta e indireta a riscos como quedas, respingos químicos e até mesmo projeção de objetos.

Sistemas de Bloqueio

Os sistemas de bloqueio, conhecidos como “lockout/tagout”, são utilizados em máquinas e equipamentos que requerem manutenção.

Servem para impedir eventuais acionamentos acidentais durante os procedimentos de manutenção, garantindo a segurança da equipe envolvida.

Etiquetagem de Segurança

As etiquetas de segurança, também conhecidas como etiquetas informativas, podem ser aplicadas nas máquinas ou até mesmo em ambientes.

O objetivo aqui é fornecer informações sobre os perigos associados, instruções de uso, procedimentos de emergência e informações sobre os bloqueios, desligamentos e restrições que possam ser necessários.

 

 

Investir em proteção é investir na sua empresa

Investir em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Coletiva para os eletricistas traz uma série de benefícios significativos para a segurança e bem-estar dos profissionais, além de resultar em grandes benefícios comerciais para a empresa.

Destacamos algumas dessas vantagens:

1. Prevenção de Acidentes 

Os EPIs, como luvas isolantes, capacetes com viseiras, roupas resistentes a chamas e óculos de segurança, são projetados para proteger os eletricistas contra choques elétricos, arcos elétricos e outros riscos relacionados. O uso adequado desses equipamentos minimiza as chances de acidentes graves no ambiente de trabalho.

2. Redução de Lesões e Queimaduras

Os mecanismos de proteção são altamente eficazes na prevenção de lesões e queimaduras. Esses equipamentos oferecem uma camada adicional de proteção, minimizando danos e proporcionando maior segurança ao trabalhador.

3. Conformidade com Normas Regulamentadoras

Investir na segurança por meio desses equipamentos garante que a empresa cumpra com as normas regulamentadoras de segurança, como a NR10, que estabelece os requisitos mínimos para garantir a proteção dos trabalhadores que lidam com eletricidade.

4. Criação de uma Cultura de Segurança

Priorizar a utilização de EPIs e EPCs cria uma cultura de segurança no ambiente de trabalho. Quando percebem que a empresa está preocupada com sua segurança, os eletricistas também se tornam mais conscientes e responsáveis em relação à sua proteção pessoal.

5. Conscientização e Informação

Os EPCs, principalmente a etiquetagem e os sistemas de bloqueio, informam os trabalhadores sobre os riscos e práticas seguras.

6. Maior Produtividade e Eficiência

Eletricistas que se sentem seguros e protegidos realizam suas atividades com maior confiança e concentração. Isso resulta em maior produtividade, qualidade do trabalho e eficiência nas tarefas executadas.

7 Redução de Custos 

Pode evitar gastos com tratamentos médicos, indenizações por acidentes de trabalho e paralisação de atividades devido a acidentes. A prevenção é mais econômica do que arcar com os custos de acidentes.

8.Imagem Positiva da Empresa

Priorizar a segurança dos colaboradores contribui para uma imagem positiva da empresa perante seus funcionários, clientes e parceiros. Isso pode atrair novos talentos e fortalecer a reputação da organização no mercado.

 

Conclusão 

Em resumo, investir em segurança para eletricistas é uma decisão estratégica que vai muito além do mero cumprimento das normas de segurança. 

Além de proteger a saúde e a vida dos profissionais, também traz vantagens em termos de produtividade, redução de custos e valorização da empresa. Portanto, é um verdadeiro investimento que garante o bem-estar dos colaboradores e fortalece a cultura de segurança no ambiente e a imagem empresarial tanto interna quanto externa.

BOTAO CURSO NR 10

Marlon Pascoal Pinto_autor blog engehall_Marlon Pascoal Pinto
Responsável Técnico e Instrutor de Cursos de Capacitação em Segurança do Trabalho na Engehall. Além disso, possui formação técnica em Segurança Pública, graduação em Engenharia Elétrica e duas pós-graduações: uma em Engenharia de Segurança do Trabalho e outra em Higiene Ocupacional.