Fio de chuveiro derretendo – Como resolver esse problema?

fio de chuveiro derretendo

 Fala meus queridos, bem vindos a mais uma super dica em nosso blog. Olha, você provavelmente chegou aqui por dois motivos: 

  • Achou esse assunto interessante e gostaria de saber mais informações;
  • Ou está tomando banho frio porque o cabo do seu chuveiro pega fogo 

 

Mas, diferente do fio do seu chuveiro, você não precisa esquentar a cabeça com isso, nós vamos te passar as melhores dicas. 

Quais as causas do fio de chuveiro derretendo? 

No conteúdo de hoje, vou te mostrar que, basicamente, existem três causas mais comuns para um cabo de chuveiro pegar fogo, observe: 

  • A primeira delas é uma conexão elétrica mal feita;
  • A segunda um condutor dimensionado da forma errada;
  • A terceira é a utilização de cabos elétricos de baixa qualidade 

 

Mas deixa com a gente e não esquenta a cabeça. Vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre essas causas de forma separada.  

Conexões elétricas 

O perigo mora nas conexões elétricas, sempre falo isso e não é mentira. Afinal, quando é necessário realizar uma emenda nos cabos acabamos acertando as características mecânicas e também as características elétricas dos condutores. 

Ou seja, um cabo sem emenda oferece menos resistência à passagem de corrente elétrica se comparado a um cabo com emendas, né? Mas, na prática o que acontece é o seguinte: 

  • Muita gente insiste em fazer emendas diretas nos chuveiros elétricos, cabo com cabo, fazendo a famosa emenda de prolongamento. Só que é exatamente aí onde mora o perigo. 

 

Esse tipo de emenda pode até ser feito para cabos de até 6mm2, porém não pode ser de qualquer jeito. Isso porque, se faltar conexão ou os pontos de contato entre os condutores forem pequenos, essa conexão não vai suportar a corrente. 

Em outras palavras, o equipamento pode, na melhor das hipóteses, se romper e, na pior delas, causar um curto circuito ou até mesmo o incêndio. 

Portanto, recomendo a instalação de chuveiros elétricos, utilizando conectores apropriados para isso. Por exemplo: 

  • Conectores de porcelana;
  • Conectores mola (são os mais novos no mercado);
  •  Além de tomar todo o cuidado necessário nessa hora. 

 

No caso, se for conector a parafuso, garanta um bom aperto e em seguida faça um teste de tração puxando os cabos para ver se ficou e mesmo. 

Dica da Engehall: Conheça o curso NR10. É ele o responsável por garantir a segurança e qualidade dos seus serviços.

Condutor dimensionado da forma errada

Outra causa muito comum desse problema é o mau dimensionamento dos condutores elétricos. Na maioria das instalações antigas, temos o talf, que sempre liga do padrão de energia direto no chuveiro. 

Sendo assim, a partir desse fio a gente faz as derivações, como iluminação, tomada e afins. Por isso, esse tipo de instalação é praticamente uma bomba pronta para estourar, sabe por quê? 

Porque, simplesmente, existe um agrupamento de circuitos em uma rede de alimentação sem a proteção adequada. Afinal, cada sessão de cabo suporta uma certa quantidade de corrente. 

Com isso, os disjuntores também devem ser de correntes diferentes, tipo: 

  • O cabo de 1,5mm2, junto ao recomendado de 10 amperes;
  • Cabo de 10mm2, junto recomendado de 50 amperes;
  • E por aí vai… 

 

Mas, aí entra o grande problema dos fios do chuveiro pegarem fogo. Atualmente os modelos de chuveiros elétricos e disponíveis no mercado têm uma potência média de mais ou menos 5.500 watts. 

Então, se ele for ligado em 220v, menos de 25 metros não vai dissipar de corrente. Logo, podemos afirmar que conectar um chuveiro desse em um cabo menor, que 4mm2 é arriscado pra caramba.

Isso porque, com o uso contínuo, o cabo vai aquecer além da conta e com isso, aumentar o consumo de energia, gerar um curto ou até mesmo se romper. A dica, nesse caso, é sempre procurar saber quem é um profissional capacitado para realizar o dimensionamento e a instalação. 

Utilização de cabos elétricos de baixa qualidade 

Já ouviu a frase: O barato que sai caro? 

Não me canso de alertar aqui sobre o uso de condutores desbitolados, aqueles famosos cabos piratas, né? 

Infelizmente, os órgãos normativos e fiscalizadores não conseguem fiscalizar todas as lojas que vendem materiais elétricos. Desse modo, muita gente acaba vendendo o famoso gato por lebre para o cliente e o mesmo sendo leigo nesse assunto, acaba comprando. 

Eu mesmo já troquei cabos de chuveiro que informa no cabo 6mm2, mas quando comparamos a parte interna do cobre com o cabo normatizado, ele não chega a ser sequer com 2,5mm2. 

Sendo assim, como o intuito do fabricante pirata é diminuir custos, não podemos sequer confiar na instalação destes cabos. Você acha que eles estão se preocupando com a isolação de chama? Isso é fogo na certa! 

Então, se você está com esse problema na sua casa ou se o fio do chuveiro está derretendo, procure logo um profissional capacitado para avaliar a sua instalação e evitar mais transtornos. 

Como garantir que estou comprando cabo elétrico de qualidade? 

Na hora de comprar cabos elétricos, confira se a marca disponível tem tempo de mercado, se ela é de qualidade e possui todos os selos de certificação, tá? 

Outra dica: procure também lojas especializadas em materiais elétricos, não vai comprar em qualquer comércio por aí. Justamente, porque a maioria das pessoas são leigas na área elétrica e o risco de venderem produtos fora da norma é grande. 

Então foca na dica de hoje!  

Conclusão 

Bom, para finalizar, espero que eu tenha esclarecido todas as suas dúvidas sobre fio de chuveiro derretendo e dimensionamento de condutores elétricos. No entanto, se além dessas dicas, você precisa se aperfeiçoar ainda mais como um Eletricista Profissional de sucesso, conheça nosso curso. 

 

Não perca a oportunidade de aprender mais com as nossas dicas exclusivas do canal da Engehall no youtube. 

Picture of André Mafra

André Mafra

Engenheiro Eletricista, sócio da Engehall Elétrica e Apresentador do Canal Engehall Elétrica, o maior canal que ensina elétrica na América Latina.