Aprenda como montar quadro de distribuição de uma vez por todas

Você sabe qual é o coração da instalação elétrica? É o quadro de distribuição que administra todo cabeamento da instalação elétrica: tomadas, circuitos de iluminação, entre outros. Além disso, ele traz para a instalação os dispositivos de proteção da instalação. Você sabe como montar quadro de distribuição?

Continue a leitura e aprenda como montar quadro de distribuição de uma vez por todas.

como montar quadro de distribuição

O que é quadro de distribuição?

Também conhecido como quadro de força ou quadro elétrico, o quadro de distribuição é como um painel instalado na edificação. Toda instalação elétrica precisa de um quadro de distribuição porque toda instalação de energia passa da instalação passa por ele.

Além de concentrar o controle total da instalação elétrica da casa, ele também armazena e protege toda instalação por meio dos dispositivos de proteção.

Os disjuntores, por exemplo, são dispositivos de proteção que previnem curtos-circuitos nas instalações elétricas. Já o DR, interruptor diferencial residual, protege a instalação das fugas de corrente, o famoso “choque elétrico”. Além disso, o dispositivo de proteção contra surtos ( DPS), protege os equipamentos e maquinas em caso de surtos elétricos.

 

Tipos de quadro 

De modo geral, o quadro de distribuição não tem uma classificação de tipos. Mas no mercado você pode encontrar uma variedade de acordo com a cor, instalação e modelo.

Existem modelos para embutir, que você pode instalar na parede e também modelos que ficam mais expostos.

As instalações podem ser classificadas como monofásicas, bifásicas ou trifásicas. Dessa forma, os disjuntores são adequados ao tipo de instalação.  O que determina essa classificação é a quantidade de condutores elétricos e a voltagem que os aparelhos devem funcionar.

 

Como montar quadro de distribuição?

Para instalar um quadro de distribuição você vai precisar de algumas ferramentas e materiais. São eles:

  • Equipamentos de proteção individual
  • Disjuntor DR e Disjuntor bipolar ou monopolar
  • Cabos de acordo com o circuito
  • Etiquetas, fitas para identificar os disjuntores
  • Multímetro
  • Chave Philips ou Fenda
  • Alicate para desencapar o fio
  • Quadro de Distribuição de Circuitos

 

Antes de mais nada, desligue o disjuntor padrão de entrada e cuide para que ninguém ligue novamente até o serviço estar pronto.

Além disso, é importante lembrar que toda instalação elétrica precisa estar de acordo com a NBR 5410 – Instalações elétrica em baixa tensão, a NR 10– Segurança em instalações e serviços em eletricidade e a NBR IEC 61439-3 – Conjuntos de manobra comando de baixa tensão.

Os principais componentes usados do quadro de distribuição, são:

  • Disjuntores, DR e DPS
  • Terminais de barramento neutro
  • Terminais de barramento de proteção
  • Barramentos de interligação de fases
  • Cabos para o circuito

 

Em primeiro lugar, dimensione os dispositivos elétricos de proteção e os cabos elétricos. Dessa forma você vai saber a carga que a instalação elétrica precisa, e a capacidade dos disjuntores e a quantidade de circuitos.

Além disso, escolha o quadro do tamanho adequado para o seu projeto.

Em seguida, com o quadro instalado na parede, é hora de colocar a mão na massa:

  1. Fixe os componentes do quadro nos trilhos de suporte de montagem de forma organizada. Você pode usar a chave de fenda como auxilio e nunca se esqueça de sempre consultar o diagrama de instalação.

 

  1. Depois de montar o chassi, parafuse ele no quadro. Em seguida, conecte os fios e os cabos da entrada de energia e da saída.

 

  1. Coloque cabos ligados a saída do disjuntor geral para alimentar os dispositivos de proteção. Você conecta o cabo de fase de cada circuito nos bornes de saída de cada disjuntor

 

  1. Finalmente, conecte todos os cabos de neutro do circuito de barramento e todos os cabos de proteção do circuito no barramento de terra.  Por fim, encaixe e parafuse a tampa do quadro da embalagem plástica.

 

Faça um teste ligando e deligando o disjuntor geral. Em seguida, teste também a entrada de fase dos dispositivos de proteção.

 

 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

Posts Relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.