Como instalar ar condicionado – Se prepare para evitar erros!

ar condicionado

Bom, que você precisa ser um eletricista profissional de qualidade para conseguir prever erros e solucionar os problemas dos clientes da maneira mais adequada possível, isso nós já sabemos. E como instalar ar condicionado? Ou se você está apto para tal serviço? 

Se essa dúvida faz parte da sua rotina, nós estamos aqui para te ajudar. Vamos te contar tudo sobre a instalação de ar condicionado, quais os erros mais comuns e quem são os profissionais habilitados para fazer esse trabalho. 

E lembre-se, se você está em busca de ser reconhecido pelo seu trabalho e aumentar a sua receita mensal, não perca os conteúdos da Engehall. Estamos aqui para te contar tudo o que ainda não encontrou por aí sobre o universo da Elétrica e como ela pode mudar o seu futuro. 

Vamos lá? Boa leitura! 

Um eletricista profissional pode instalar ar condicionado? 

Para início de conversa, não existe uma lei nacional que restringe a um determinado segmento este tipo de atuação profissional. Apenas instalar ar condicionado é uma prestação de serviço sem a necessidade de documentação ou laudo emitido por nível técnico ou superior. 

No entanto, é lógico que  dentro deste mercado também existe a necessidade de profissionais com níveis técnicos e superior, como técnico em refrigeração e engenheiro mecânico. 

Mas isso está limitado às responsabilidades técnicas, como por exemplo em: 

  • Projetos de climatização;
  • Planos de manutenção, como PMOC – Plano de Manutenção;
  • Operação e Controle

Desse modo, não necessariamente está se referindo a mão de obra para instalar um equipamento numa residência individual, por exemplo. 

Só que aí que tá! Não precisa ser um profissional habilitado para instalar, mas precisa ser capacitado! 

Mas qual a diferença entre os dois? 

Vou te explicar.

O profissional habilitado é aquele que passou por uma qualificação técnica dentro do sistema de ensino técnico ou superior. Ou seja, foi no CREA ou CFT e tirou seu registro profissional, como engenheiro ou técnico. 

Já o eletricista  profissional capacitado é aquele que recebeu capacitação de profissionais habilitados e tem o conhecimento necessário para prestar determinado serviço. 

Ou seja, para trabalhar de forma profissional como instalador de ar condicionado você precisa inicialmente de duas coisas: 

  1. Fazer um curso na área ministrado por um profissional habilitado;
  2. Ter as ferramentas certas para começar a ganhar dinheiro. 

Bom, um eletricista profissional em média tem quase a metade dessa lista aí, como furadeira, brocas, amperímetro, alicates, chaves de boca, trena, etc. 

Então assim, pra quem já é um eletricista profissional, do absoluto zero já não vai sair. E eu sempre falo, ferramenta não é gasto, ferramenta é investimento!

Agora que você já sabe que pode sim investir na área de instalador de ar condicionado, vem comigo que vou te mostrar o passo a passo de como fazer essa instalação.

Mas olha, antes desse passo a passo, vou te falar uma coisa: Garanta seu certificado NR10 e trabalhe com qualidade e segurança. 

Como instalar um ar condicionado – Passo a Passo 

 

1° PASSO 

O primeiro passo é o momento da  FIXAÇÃO DO SUPORTE INTERNO da evaporadora, desse modo, toda máquina vem com um suporte que irá prendê-la na parede. 

Esse é um procedimento bem simples, basta colocar a peça no local onde ficará a evaporadora, que é a parte interna da máquina, e fazer as marcações para realizar os furos de fixação. 

Além disso, é recomendado distanciar em média 15 cm do teto, isso ajuda no perfeito funcionamento do equipamento. 

Dito isto, após fixado o suporte já pode também fazer o furo principal sempre inclinado para evitar infiltrações, usando a serra copo para interligação da unidade interna com a unidade externa que chamamos de condensadora. 

Vamos ao passo dois? 

2° PASSO 

Este é o momento da preparação do material para tubulação no local e fixação do suporte externo. Em média os materiais usados nas instalações são sempre os mesmos, isso facilita muito na hora de fazer a lista.

Por isso, a grande maioria dos instaladores já trabalha com o fornecimento do material de instalação. Alguns dos materiais utilizados, são: 

  • Tubulações de cobre;
  • Isolamento térmico;
  • Fita PVC para proteção do isolamento;
  • Adesivo silver tape;
  • Cabos PP para interligação das unidades e alimentação elétrica; 
  • Suportes para unidade externa;
  • Entre outros, caso seja necessário. 

Já na hora de preparar a tubulação, precisa-se tomar muito cuidado na hora de fazer curvas nos tubos de cobre, muitos profissionais não fazem do jeito certo e isso traz vários problemas futuros.

Por fim, já do lado externo deve-se fazer o loop com a tubulação para organizar atrás da condensadora e manter as orientações de instalação da fábrica, para aí sim tirar as medidas exatas da máquina e fazer a fixação do suporte externo, sempre se preocupando com o alinhamento e também o nível. 

Dessa forma, está tudo preparado para receber a condensadora e concluir o segundo passo. 

3° PASSO 

Nesta hora, precisamos fazer a Conexão e Pressurização do Ar condicionado. O grande segredo está no processo de abertura de flanges, ou flangeamento. 

É necessário aprender a fazer flanges perfeitas e também aprender a descobrir flanges mal feitas, afinal 90% dos problemas pós-instalação estão diretamente ligados às conexões de tubulação, é mole? 

Enfim, depois de caprichar mesmo nas flanges é hora de pressurizar o sistema para teste. Para isso usamos um cilindro de nitrogênio com um regulador de nitrogênio é claro pois esse regulador te dá uma grande segurança junto com um conjunto conhecido como manifold. 

Esse equipamento é uma das principais ferramentas usadas para aferir a pressão do sistema. 

Mas mesmo assim alguns testes simples de estanqueidade também podem ser feitos, como por exemplo usando sabão e uma esponja parece bobagem mas sabão e uma esponja descobre cada BO. 

Isso facilita muito na inspeção visual em busca de possíveis falhas e ou vazamentos deixados em uma má instalação pelo pendurador. 

4° PASSO 

Agora, entramos na parte de Alimentação e interligação elétrica junto com o acabamento interno. Algumas máquinas têm alimentação elétrica na unidade externa, outras na unidade interna.

É importante dizer que isso varia por fabricante e por modelo, mas em média a tensão usada para ligar as máquinas é 220V. É lógico que é obrigatório o uso do aterramento também. 

O uso de terminais elétricos se torna indispensável para garantir uma boa conexão elétrica, já que a grande maioria dos contatos é feito a parafuso. De fora pra dentro, vem 4 cabos para comunicar as unidades. 

Uma dica de ouro é fotografar a sequência de cores usada na ligação externa para repetir o processo na unidade interna, desse jeito você conclui a ligação elétrica sem o risco de cometer erros.

5° PASSO 

Aqui nós vamos realizar o famoso procedimento de vácuo e liberar o fluido refrigerado no sistema. Agora, entra em cena um equipamento chamado bomba de vácuo. O objetivo dela é criar um vácuo no sistema movendo qualquer tipo de líquido ou materiais indevidos na tubulação para aí sim fazer a liberação do fluido e a máquina funcionar 100% conforme a orientação do fabricante.

Para esse procedimento também é usado o conjunto manifold que é aquele equipamento medidor da pressão presente no sistema. 

Basicamente o manifold para o instalador é como se fosse um multímetro para um eletricista, sendo um equipamento simples de usar e ao mesmo tempo essencial para garantir uma perfeita instalação.

Por fim, tudo estando ok é hora de começar a montar a carenagem de acabamento da evaporadora e preparar para o passo final.

6° PASSO  

E finalmente, esse é o momento dos testes finais. Aqui, eu destaco três testes muito importantes de serem feitos: 

  • O elétrico;
  • O rendimento;
  • O super aquecimento.

Basicamente, o teste elétrico consiste em aferir o funcionamento completo da máquina, como por exemplo, os comandos via controle remoto, o funcionamento dos botões e por aí vai.

Agora, o teste de rendimento é feito através de um equipamento conhecido como termômetro penta, ele possui cinco pontas que servem para medir em vários locais diferentes aferindo a temperatura que entra e a que sai da máquina. 

Por exemplo, é um equipamento bem versátil e o teste de super aquecimento é sempre feito na unidade externa com o auxílio do mesmo equipamento e do conjunto manifold usado no passo anterior.

Além disso, também pode aferir a corrente de trabalho da máquina com alicate amperímetro. Feito isso, é só finalizar colocando acabamento e a proteção externa na condensadora.

Bom, meu querido, depois de acompanhar na prática o passo a passo de como instalar ar condicionado, posso afirmar com 100% de certeza: não existe segredo, existe é método aplicado por um profissional de qualidade. 

Quais são os erros mais graves ao instalar ar condicionado? 

 

Ligação elétrica das máquinas 

O que a gente mais vê por aí nas manutenções do dia a dia é a ligação elétrica das máquinas sendo feita com cabo direto nos Bornes a parafuso sem ter uma conexão elétrica D4. Mas a ligação dessa forma aumenta muito a chance de mau contato, já que os filamentos do cabo flexível praticamente se abrem todos ao fazer o aperto no parafuso.

Sendo assim, um jeito certo de fazer essa ligação é o que recomenda a grande maioria dos fabricantes de ar condicionado. Dessa forma, eles exigem o uso de terminais elétricos de preferência do tipo garfo ou até mesmo fazer a conexão dos bornes das máquinas.

Isso garante confiança na conexão e evita mal contato, dependendo da situação, por causa de possíveis vibrações na máquina, evita até um curto circuito caso um cabo se solte. 

Para quem já é um eletricista profissional, conectar o terminal parece besteira só que a grande maioria dos instaladores de ar condicionado não tem conhecimento básico sequer na parte elétrica, então infelizmente a gente vê muito erro de cabo conectado direto no parafuso sem uso de terminais.

Curva de tubulação 

Aqui nós temos um exemplo claro de estrangulamento da tubulação causado por uma dobra mal feita na tubulação sem as ferramentas adequadas. 

Muitos profissionais querem dobrar na mão mesmo a tubulação e eu posso dizer que na grande maioria das vezes essa tubulação não consegue acompanhar a deflexão que vai causar esse estrangulamento desnecessário.

A solução para esse tipo de problema é muito simples e se chama mola curvadora, essa ferramenta garante uma dobradura 100% perfeita sem que a massa e a tubulação.

Tirando o fato de que você pode fazer curvas no ângulo que precisar sem muito esforço, afinal a mola ela se ajusta ao tubo não deixando acontecer nenhum tipo de deformação a propósito.

Essa mola é tão importante que alguns fabricantes até já mandam ela junto com algumas máquinas, justamente para incentivar o instalador a realizar a instalação da maneira mais adequada. 

Má instalação de Planjos

Percebi que boa parte dos defeitos pós-instalação são causados por conexões mal feitas. As flanges são pontos de conexão roscáveis da tubulação de cobre feito, justamente, para facilitar a futura remoção das máquinas em caso de manutenção.

O que acontece muitas vezes é que o instalador ele não capricha no processo chamado flangeamento, muitas vezes ele não usa as ferramentas adequadas e como é um ponto de conexão roscável, ela tende a dar vazamento imediato. Ou muitas vezes em pouquíssimo tempo.

A consequência disso é a perda da pressurização do sistema. Portanto, para evitar esse tipo de problema o instalador deve usar as ferramentas corretas e seguir o procedimento de flangeamento correto também. 

O passo a passo deve sempre primeiro fazer o corte usando um cortador de tubo de cobre e em seguida fazer a limpeza da ponta com uma lima chata. Além disso, é necessário também colocar o tubo no gabarito correto e, por fim, usar um flangeador adequado para abrir essa flecha. 

Para saber se a flange ficou bem feita é só fazer uma inspeção visual em busca de uma superfície lisa na ponta do tubo. Sendo assim, posteriormente, conferir se a porca está correndo livremente, se de fato não tá agarrando em nenhum ponto da flange. 

Aqui, você também pode fazer o teste com uma bucha e um sabão. A gente já mostrou em vídeos anteriores e, para mim, é a forma mais rápida e mais visual de se pegar vazamentos.

Conclusão 

Dito isto, depois de mais um conteúdo super intensivo de como ser um eletricista profissional de qualidade e instalar ar condicionado da maneira mais adequada, sem nenhum tipo de gambiarra, está na hora de você investir em seu futuro! 

Na Engehall você encontra o curso de eletricista profissional mais completo do mercado e com os melhores mentores. Por isso, não perca essa oportunidade e se inscreva clicando no botão abaixo. 

 

Não perca os conteúdos gratuitos em nosso canal do youtube. Por lá, você encontrará diversas dicas para a sua rotina de trabalho. Desde como encontrar clientes e fechar negócios até utilizar ferramentas corretamente e atualizações das normas regulamentadoras. 

Um abraço e até o próximo conteúdo, 

Picture of André Mafra

André Mafra

Engenheiro Eletricista, sócio da Engehall Elétrica e Apresentador do Canal Engehall Elétrica, o maior canal que ensina elétrica na América Latina.